Mercado reage negativamente à lista de Fachin

Sonia Racy

12 Abril 2017 | 00h45

Em recuperação lenta mas firme, a reação do mercado de ações à notícia da lista de Edson Fachin, do STF, – antecipada, no começo da tarde, pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado – foi negativa.

Não só pela extensão – 83 nomes – mas também porque Aécio Neves apareceu com cinco processos enquanto Romero Jucá e Renan Calheiros, com quatro…

Impacto 2

Já os plenários da Câmara e do Senado foram esvaziados logo após a divulgação da lista. Por volta das 17h de ontem, os presidentes das duas Casas encerraram as sessões.

Impacto 3

E o que Temer vai fazer com os 9 ministros investigados? Pelo que se apurou ontem no Planalto, nada.

Pretende manter o prometido em fevereiro, durante pronunciamento: “Se houver denúncia, …o ministro que estiver denunciado será afastado provisoriamente. Só depois, se acolhida a denúncia… e transformado em réu… o afastamento é definitivo”.

Registrado

Ao voltar do Rio para São Paulo, domingo, Ilan Goldfajn foi abordado por uma senhora antes de embarcar. “Parabéns, logo se vê que o senhor não é político. Fez fila como nós”, alardeou. Talvez por estar em período pré-Copom – o resultado da reunião sai hoje – o presidente do BC se limitou sorrir.

Outros tempos

No fim do mês sai o 19º livro escrito por Antonio Dias Leite, morto aos 97 anos, semana passada. Intitulado Meu Século: O Brasil em que Vivi, ganhou prefácio emocionado, do executivo José Luiz Alquéres, ex-presidente da Eletrobrás, Light, Cemig e outras.

Dentre muitas histórias, Alquéres lembra a criação do sistema de contas nacionais, desenvolvidos pelo professor Dias Leite, a pedido de Eugênio Gudin, que marcou o começo de estatísticas sistemáticas mantidas pela FGV – hoje, resultam no chamado PIB.

Outros tempos 2

Ex-ministro de Energia, ex-presidente da Vale, Dias Leite foi responsável pela formação técnica de muitos que estão hoje em plena função.

O único bem que deixa… é um imóvel no Leblon.