Mentecapto?

Sonia Racy

16 Dezembro 2014 | 01h02

Depois de sair do tradicional jantar no Alvorada com Dilma, quinta, grupo de mulheres liderado por Luiza Trajano esbarrou – no hotel, em Brasília – com Joaquim Levy. Capturado, o futuro ministro da Fazenda trocou ideias sobre gasto público: como ele aumenta impostos e tira a competitividade das empresas.

As ouvintes, segundo uma delas, entenderam a mensagem. E acordaram um jeito de passá-la adiante: “É o gasto, mentecapto!”. Versão adaptada do “it’s the economy, stupid!”, frase cunhada pelo marqueteiro de Bill Clinton.