Menos mal

Sonia Racy

17 de junho de 2016 | 01h37

Ao conversar com Eliseu Padilha ontem, antes do almoço do Lide em São Paulo, Luiz Furlan resumiu a melhora do humor dos empresários durante a gestão Temer:

“Antes, estávamos despencando do 23.º andar sem chance de chegarmos vivos ao chão. A queda agora é do 2.º andar, com chance de sobrevivência”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: