Meninos rebeldes

Sonia Racy

24 de junho de 2010 | 08h48

Depois do fiasco da França na Copa, Sarkozy usará mãos de ferro. A partir da Eurocopa, em 2012, atletas convocados para seleção terão que assinar um compromisso de ética.

A péssima atuação do time também trouxe consequência aos dirigentes: uma auditoria foi contratada para investigar as contas da Federação Francesa de Futebol.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.