Meio vazio…

Sonia Racy

15 de agosto de 2014 | 01h03

Quem tem de se pronunciar rapidamente sobre a disputa de água entre SP e Rio, envolvendo o Rio Jaguaribe, é a Agência Nacional de Águas – na opinião de Saulo de Castro, secretário da Casa Civil de Alckmin. “Cabe a ela, não ao ONS, arbitrar sobre o assunto.”

Lembra ser da ANA a legislação que determina abastecimento prioritário à população – depois, aos animais e, em terceiro, para produção de energia.

…ou meio cheio
Ante a seca no Rio Paraíba, o secretário defende que a Light, no Rio, procure outros estados. “Energia você pode comprar nacionalmente. Já abastecimento de água tem de ser local.”

Mas há energia sobrando? “Dilma afirma que não existe crise.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.