Meio de campo

Sonia Racy

16 de março de 2011 | 23h10

Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, será convidado para ir à Promotoria de Habitação do Estado na próxima semana. Maurício Lopes, promotor, questiona a contrapartida social oferecida pelo clube por usar terreno da Prefeitura, onde está seu Centro de Treinamento, na Barra Funda.

Segundo levantamento do Ministério Público, o clube oferece duas visitas mensais a alunos da Rede Municipal de Ensino. O promotor informa que são 40 alunos por vez, o que considera pouco. Juvêncio diz que o número é maior e está aberto para discutir novos rumos.

Alexandre Schneider, secretário de Educação, também participará das conversas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.