Meio Ambiente comemora meta cumprida na qualidade do ar

Meio Ambiente comemora meta cumprida na qualidade do ar

Sonia Racy

16 Setembro 2018 | 00h50


CAMADA DE OZÔNIO. FOTO NAÇÕESUNIDAS.ORG

O Ministério do Meio Ambiente chega a este domingo, 16, Dia Internacional para Preservação da Camada de Ozônio, com a sensação de dever cumprido. Pelas normas estabelecidas pelo Protocolo de Montreal, diz o ministério, o Brasil já reduziu 36,9% dos HCFCs – as substâncias nocivas ao ozônio usadas em refrigeradores, aparelhos de ar condicionado e na fabricação de espumas.

A meta mínima obrigatória para 2018 era cortar 16,6%.

‘Parceria com sociedade ajudou’

A troca dos HCFCs por compostos menos agressivos, explicam fontes do MMA,  foi possível “graças a um trabalho conjunto de governo, setor produtivo e sociedade”. Os recursos usados nessas ações partiram exatamente da entidade interessada: o Fundo Multilateral para Implementação do Protocolo de Montreal.

Leia mais notas na coluna:
Partido Novo estuda pedir impugnação de Haddad
Não pode haver consulta ao TSE sobre Mourão, explica advogado