Meia-luz para Battisti

Redação

12 de setembro de 2009 | 06h00

Circula entre advogados um novo cálculo sobre o caso Cesare Battisti.

Começa com rápida indicação, por Lula, de Antonio Dias Toffoli para a vaga aberta no STF. Isso “combinaria” com a demora do ministro Marco Aurélio de Mello para dar seu voto – ele defende prescrição da pena e pediu vistas.

Toffoli teria tempo de tomar posse e votaria, certamente, a favor do italiano. O suficiente para que ele não seja extraditado – o voto de Gilmar Mendes já está contabilizado e Celso de Mello ficou fora do caso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.