Me dê motivo…

Sonia Racy

11 de julho de 2014 | 01h11

Há um segundo motivo para Cafu estar aborrecido com José Maria Marin– além do fato de o ex-jogador ter sido barrado no vestiário dos jogadores brasileiros, após a derrota de terça-feira, por ordem do presidente da CBF.

Segundo fonte próxima a Marin, o craque apresentou, este ano, amplo projeto para montar escolas de futebol ao redor do mundo com a marca CBF. Orçado em US$ 84 milhões, teria vigência até 2028. O ex-governador de São Paulo disse não.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: