Matemática

Sonia Racy

02 de março de 2011 | 17h44

Estudo inédito, da próxima revista Exame, mostra que o crescimento médio do Brasil de 4,5% nos últimos cinco anos decorreu, em larga medida, da prosperidade da China.

E mais. Caso a economia chinesa tivesse crescido 7% ao ano desde 2005, e não a um ritmo de 11%, o PIB brasileiro teria evoluído a uma média de 2,5% – o mesmo padrão medíocre das décadas de 80 e 90.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.