‘Quanto mais você trabalha, mais sorte tem’, diz Obama

‘Quanto mais você trabalha, mais sorte tem’, diz Obama

Sonia Racy

30 de maio de 2019 | 19h32

BARACK OBAMA. FOTO: KEVIN LAMARQUE/REUTERS

BARACK OBAMA. FOTO: KEVIN LAMARQUE/REUTERS

Levantando mote sobre sucesso, Obama foi praticamente ovacionado pelo público do VTex day nesta quinta-feira, 30, em São Paulo. Em auditório com quase 10 mil pessoas, o ex-presidente americano ensinou que “qualquer pessoa de sucesso teve muita sorte… mas quanto mais você trabalha, mais sorte você tem”.

Carismático, contou que tem se dedicado a formação de líderes americanos. E enfatizou a questão de educação durante seu discurso. “Na Finlândia, professores ganham o mesmo que médicos enquanto nos EUA, seus salários são baixos”, contou sem, talvez, imaginar a situação dos professores brasileiros. No seu ver, ajudar crianças a terem boa educação é necessidade para qualquer País.

O ex-presidente dos EUA fez questão de frisar que o fato de dar oportunidade para todos “não é caridade, e sim o caminho do crescimento”.

Para Obama, o atual modelo social está esgotado. Ele sugeriu às pessoas mais ricas que elas usem “seu poder de influência para ajudar e incentivar outras pessoas”.

Felicidade

De acordo com o americano, acumular muito dinheiro, a partir de um certo ponto, não torna as pessoas mais felizes.

“A partir do momento que você tem condições (financeiras) de comprar uma casa, colocar os teus filhos na faculdade, por comida na mesa, tirar umas férias de vez em quando – a partir de uma certa quantia de dinheiro, o que você acumula a partir disso não te faz feliz”, argumentou (assista o vídeo acima).

Ele explicou que, apesar de ter mais dinheiro agora do que teve ao longo da maior parte de sua vida, sua felicidade não está relacionada a isso. “O que me faz feliz é quando as minhas filhas estão sentadas comigo e nós estamos rindo juntos. Ou quando eu e a Michelle vamos dar uma caminhada de mãos dadas”, explicou.

O ex-presidente dos EUA criticou o fato de que, muitas vezes, acumulação de dinheiro e de bens é medida de sucesso. “Nós ensinamos a nós mesmos que a nossa medida de sucesso é esta: quanto mais nós temos e quando mais nos apegamos a isso, melhor devemos ser. Mais alto é o nosso status”, disse.

“E acho que essa forma de pensar é parte do motivo pelo qual – no Brasil, nos EUA e em muitas partes do mundo – temos dificuldade em criar sociedades mais justas”, concluiu.

Leia mais notas da coluna:
+ Bebel Gilberto entra na Justiça para que Facebook remova posts do meio-irmão
STF libera ex-presidente da Vale de comparecer à CPI de Brumadinho

Tudo o que sabemos sobre:

Barack Obama

Tendências: