Marfrig no encalço da BF

Redação

24 de junho de 2009 | 11h19

Alem de feliz com a compra da Frangosul, Marcos Molina, do Marfrig, comemorava ontem elogio que recebeu do Greenpeace. “Eles me deram parabéns por nosso compromisso com o verde”, contou Molina – fato raríssimo, vindo dessa ONG.

Em conversa com a coluna, acompanhado de Alan Toledo, vice do BB – o banco foi o advisor do frigorífico nessa operação -, Molina avisa que entra para brigar com a Brasil Foods, dona de 80% do mercado de peru no Brasil. Com faturamento anual de R$ 12 bilhões, a Marfrig, aliás, está quase comprando o concorrente Bertin. O que falta? “Sobre isso não posso falar”, desconversa Molina.

Veja também:
mais imagensVeja quem apareceu no encerramento do São Paulo Fashion Week

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: