Marco Aurélio decidiu… porque podia decidir

Sonia Racy

20 de dezembro de 2018 | 00h35

Houve quem se lembrasse ontem da famosa frase de Marco Aurélio Melo: “Não tenho compromisso nem com meus erros e nem com meus acertos”.

Enganam-se os que acreditam que por trás da decisão do ministro do STF haja algo além do que já é público. Ele simplesmente decidiu porque… podia.