Marcio Mussel

Marcio Mussel

Redação

29 de dezembro de 2008 | 06h00

Foto: Juan Guerra/AE


Qual será o tamanho da crise internacional em 2009? De acordo com a Numerologia, o ano de 2009 será regido pela vibração universal 2. Este número simboliza harmonia por meio da solidariedade, da cooperação nacional e internacional. Pelo que estou vendo, serão selados acordos de paz, projetos e alianças diplomáticas entre nações. Tudo visando o equilíbrio.

Ela melhora no segundo semestre? A situação geral da economia será de recessão em todos os setores, com repercussão em toda a economia mundial. E a partir de março, o governo poderá tomar medidas para reduzir a circulação do dinheiro, diminuindo a inflação e efetuando ajustes fiscais para equilibrar a situação. São necessárias medidas restritivas para diminuir riscos financeiros e acalmar o mercado, pelo menos até junho.

E o Brasil? Em agosto, vamos começar a sentir uma situação econômica mais amena, com a retomada do crédito e financiamentos a médio e longo prazo. Nosso País se manterá firme e estará bem fortalecido. A partir de setembro, o Brasil terá o reconhecimento das demais nações como País estruturado. E com uma economia estável, com projeção internacional.

A popularidade de Lula cai ou sobe? Ele vai manter a sua popularidade. Especialmente, dizem os números, porque vai atravessar esse oceano de incertezas econômicas com muita firmeza.

E Barack Obama? Os números mostram que até maio ele vai sofrer muita pressão para desistir do cargo. No entanto, prossegue com competência e encontrará apoio para mudar o quadro da economia americana.

Alguma catástrofe ambiental, como a de Santa Catarina? Não é meu estilo de previsão falar a respeito de catástrofes.

E o mundo, como é que fica? O ano de 2009, apesar do caos financeiro internacional, vai possibilitar um despertar espiritual, levando os povos a exigir respeito, aceitação, equilíbrio e ajustes nas relações entre todas as nações.

Um alento? Será exigido de nós, no próximo ano, mais auto-controle, firmeza de propósitos, muita determinação e capacidade de aceitar o inesperado. É o ano de grande abertura para os nosso valores interiores… Só precisamos acreditar!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.