Marcelo Odebrecht vai deixar regime fechado e preocupa executivos

Marcelo Odebrecht vai deixar regime fechado e preocupa executivos

Sonia Racy

16 de novembro de 2017 | 01h00

MARCELO ODEBRECHT

MARCELO ODEBRECHT. FOTO: FELIX LEAL/FUTURA PRESS

Marcelo Odebrecht deixa o regime fechado para começar sua pena em casa no dia 19 de dezembro.

O fato está provocando certa inquietação entre executivos e funcionários no Grupo. Apesar, claro, de todos terem ciência da proibição judicial sobre qualquer participação do ex-executivo na formulação de estratégias ou negócios do conglomerado Odebrecht.

Diretores ligados
a Emílio dominam

Pelo que se apurou, hoje dominam a área os diretores ligados a Emílio Odebrecht. Mesmo que tenha deixado a presidência, Newton de Souza, por exemplo, permanece no conselho de administração.

Já os que trabalham na construtora – boa parte deles formados por Marcelo – reclamam por mais ação.

Leia mais notas na coluna:

+ Ronaldo terá camarote para 2 mil na Marquês de Sapucaí

Raí se forma em administração esportiva em Nyon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: