Maquiagem

Sonia Racy

25 de outubro de 2014 | 01h11

Ante o pior rombo nas contas externas brasileiras desde 2002 e o recente uso do Fundo Soberano para fechar as contas fiscais, volta um velho temor do setor aéreo. O de que o governo Dilma use mais um pedaço do Fundo Nacional de Aviação Civil.

O Tesouro já fez isso em 2013 – usou R$ 1,2 bilhão. E até hoje não devolveu o dinheiro para o fundo.

Maquiagem 2

Não que o governo não possa utilizar o dinheiro dessa maneira – editou MP especialmente para isso. Entretanto, foi prometido publicamente por Dilma que o pagamento das outorgas na concessão dos aeroportos seria revertido para construir novos aeroportos regionais. Nenhum dos mais de 800 saiu do papel.

Calcula-se que, hoje, o FNAC tenha R$ 3 bilhões em caixa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: