Mapa da mina do emprego

Redação

30 de janeiro de 2009 | 06h00

Na busca por novas armas para enfrentar a crise do emprego, Guilherme Afif, da Secretaria do Trabalho de São Paulo, encomendou à Fipe uma metodologia especial para dissecar, mais detalhadamente, os números do Caged – o órgão federal que pesquisa números do emprego no País.

O intuito é analisar com precisão a ocupação nos diversos setores da economia e cruzá-la com o cenário nos municípios. “O resultado será como uma ressonância magnética com contraste, permitindo aplicar remédios de acordo com a doença e não com o que o doente reclama que tem”, explica o secretário.

A Fipe marcou a entrega do trabalho para o dia 4. Com ele, os 654 prefeitos do Estado terão à disposição um instrumento para formular suas políticas trabalhistas. “Um dado sozinho não significa nada se não colocarmos inteligência em cima, transformando-o em informação”, resume Afif.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.