Mão na massa

Sonia Racy

19 de agosto de 2016 | 00h15

Membros do Comitê Olímpico Brasileiro se divertiam, ontem, com duas situações que haviam antecipado.

Uma, a segurança no Rio. “A mentira dos nadadores americanos mostra que, na verdade, a cidade está bastante segura”, conta um deles.

Outra, a batalha contra cambistas, que resultou na prisão de Patrick Hickey. Além de chefe do comitê olímpico irlandês, Hickey preside a Associação dos Comitês Olímpicos da Europa. “Avisamos, com antecedência, que íamos coibir a venda no mercado negro”, completa a mesma fonte.

Mão na massa 2

Para esclarecer: depois dos integrantes do COI, a cadeira mais importante na hierarquia da organização da Olimpíada é… a de Hickey.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.