Manifesto pede Ministério da Economia Criativa

Sonia Racy

14 Novembro 2018 | 00h35

Quatro entidades de peso mandaram à equipe de transição de Bolsonaro manifesto em que propõem, em nove pontos, a criação de um Ministério da Cultura, Esportes e Turismo – ou, em seu lugar, um Ministério da Economia Criativa.

O texto menciona razões para não se extinguir leis de incentivo, mas, sim, “reformular urgentemente seus mecanismos de controle e suas imperfeições”.

Assinado pela Abra, pela DBCA, Gedar e Interartis – esta, dirigida por Glória Pires –, o documento propõe, em nome de milhares de artistas e roteiristas, “uma agenda positiva” para fortalecer “a imagem do País no exterior, inclusive perante investidores estrangeiros”.

Leia mais notas da coluna:
Paulo Guedes explica que não é contra industriais brasileiros
Petrobrás deixou pepino para credores da Sete Brasil