Mamãe coruja

Sonia Racy

20 de setembro de 2012 | 01h02

A rainha Rania da Jordânia simplesmente ignorou a tensão entre mundo árabe e EUA e desembarcou na terra do Tio Sam.

Foi pleitear uma vaga para seu filho mais velho, o príncipe Hussein bin Abdullah, na Universidade da Georgetown – a mesma frequentada pelo maridão, rei Abdullah II.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.