Mal-vindos

Sonia Racy

16 de agosto de 2011 | 23h03

Gritaria anteontem na Fiesp. A cada exclamação dos ativistas infiltrados na plateia, durante debate do Código Florestal, um era fortemente “convidado” a se retirar pelos seguranças.

Até que Katia Abreu, da CNA, não aguentou: “Assalariado do Greenpeace, vai trabalhar”. Aldo Rebelo bateu ainda mais forte na ONG. Acusou-a de receber dinheiro do agronegócio europeu.

Gilmar Mendes acompanhou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: