Maktub

Sonia Racy

27 de janeiro de 2011 | 23h10

A primeira pessoa a telefonar para Muniz para cumprimentá-lo pela indicação foi Paulo Machline, também indicado ao Oscar há dez anos pelo documentário Uma História de Futebol, sobre a infância de Pelé. “Quando ele foi escolhido, fui eu que telefonei primeiro para azucrinar. Ele tinha feito um único filme e foi indicado. Baita sorte. Agora ele deu o troco”.

Paulinho não ganhou o prêmio. Muniz levará? Detalhe: eles são amigos inseparáveis.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: