Mais humildade

Sonia Racy

13 de junho de 2012 | 01h09

Está no Brasil, à caça de possíveis clientes para comprar 73% da famigerada Companhia Siderúrgica do Atlântico, Guido Kerkhoff, CFO da ThyssenKrupp.

Quando resolveu sair do negócio, o Grupo começou pedindo US$ 10 bilhões. Depois, reavaliou a transação para US$ 7,5 bilhões. Agora, acredita-se que não consiga vender o ativo por mais de US$ 5 bilhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.