Mais dinheiro por 30 dias

Redação

24 de dezembro de 2008 | 06h00

Foi aprovada no comitê gestor do Simples Nacional essa semana e publicada ontem no Diário Oficial a prorrogação para o dia 13 de fevereiro do recolhimento de tributos por parte das empresas que aderiram ao regime especial de arrecadação.

O prazo anterior determinava o pagamento no dia 15 de janeiro. Ou seja, empresas ganharam uma folga de 30 dias para usar os recursos como capital de giro. “No caso de São Paulo, serão R$ 170 milhões”, soma Mauro Ricardo, secretário da Fazenda do Estado. Em todo o País, a conta chega a R$ 2 bilhões.

A iniciativa foi encabeçada por São Paulo e Maranhão, representantes dos Estados no comitê gestor do Simples, formado ainda pelos municípios.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: