Mães encarceradas podem pedir indulto a partir do domingo

Sonia Racy

09 Maio 2017 | 00h55

Boa parte das mães encarceradas do País aguarda a chegada do domingo, Dia das Mães, por uma razão… jurídica. É o dia a partir do qual elas poderão se qualificar para receber o indulto que Temer assinou no final de abril.

Só em SP há cerca de 10.700 presas –e algumas defensorias do Estado já preparam a lista das que podem ser beneficiadas. O decreto – que Antonio Cláudio Mariz de Oliveira ajudou o Instituto de Defesa do Direito de Defesa a preparar para o governo – inclui, entre outras, presidiárias com mais de 60 anos ou menos de 21, além das que cometeram crimes leves e que tenham filhos até 12 anos ou com deficiência.

O que Lula quer da
‘Operação Curitiba’

O empenho de Lula em politizar seu depoimento de amanhã, em Curitiba, pode culminar em algo mais grave. “Talvez ele pretenda até praticar um desacato durante a audiência. Recebe então ordem de prisão, fica dois dias preso e sai como herói…”

A opinião é de Ary Oswaldo Mattos Filho, para quem o petista “quer mesmo é mobilizar seu eleitorado”.

Ponderação final do jurista: “Toda vez que, numa disputa jurídica, a política sobe, o direito cai.”

Aparece interessado na Vigor,
que não está à venda

Existe pelo menos um interessado em comprar a Vigor. A J&F, dona da empresa, tem dito que não tem interesse em se desfazer do ativo.

STF ouve hoje defesa de
Kakay para Paulo Maluf

Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, conta com o fato de não haver não haver laudo do MP, na ação penal contra Paulo Maluf — na qual este é acusado de desviar recursos das obras da Água Espraiada —  para ganhar o processo. Hoje, o criminalista faz sustentação no STF.

“Será a primeira vez que o Supremo vai decidir se o crime de lavagem de dinheiro é instantâneo ou permanente, sem prescrição”, adverte o criminalista.

Ele lembra, ainda: “Sem laudo, não tem como aferir materialidade das contas no exterior”.

Campanha da Prefeitura
contra acidentes de trânsito

Mensagem subliminar ou direta mesmo? A nova campanha contra acidentes de trânsito da Prefeitura de SP, criada pela Lua Propaganda, mostra que quase 90% desses acidentes se devem à imprudência dos motoristas.

No caso do filme que está no ar, das 11 cenas mostradas, sete envolvem motociclistas. No spot de rádio, a buzina que toca sem parar é de uma moto que no final acaba junto com o sinal de alarme de uma UTI, quando o coração para de bater.