Macri desiste de ‘diplomacia aérea’ com Temer

Sonia Racy

06 Junho 2018 | 01h10

MAURICIO MACRI

MAURICIO MACRI. FOTO: AP PHOTO/VICTOR R. CAIVANO

Mauricio Macri cancelou ontem sua vinda ao Brasil. Ele e Temer estavam programados para ter um “encontro diplomático aéreo” na sexta-feira.

O plano do argentino era descer em Brasília e viajar conversando com seu colega brasileiro até Viracopos. Dali, por helicóptero, prosseguiriam a conversa até Iperó, perto de Sorocaba – onde fica o Centro Tecnológico da Marinha, que comemora nesse dia seus 30 anos de vida. Após a solenidade, o visitante tomaria o caminho de volta para Buenos Ayres, via Viracopos.

Acordo de defesa no mar
une os dois países

Em Iperó a Marinha brasileira constrói o reator do submarino nuclear brasileiro. Brasil e Argentina têm um acordo de cooperação técnica na pesquisa marítima e Macri faria uma visita às instalações.

‘Culpa’ dos camioneiros?

Fontes diplomáticas dão a entender que o clima de incerteza depois da paralisação dos caminhoneiros teria tirado o ânimo do presidente argentino.