Machismo

Sonia Racy

22 de novembro de 2014 | 01h02

Apesar de Julien Blanc ter cancelado vinda ao País – temendo que sua entrada fosse vetada pelo Itamaraty –, o “coach da pegação” tem fãs por aqui.

No Facebook, a página “Apoiamos Julien Blanc no Brasil” defende a visita do canadense e compartilha conteúdos homofóbicos e racistas, como vídeos que defendem a “cura gay” e fotos reclamando de haitianos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.