PPP da iluminação dá certo em BH e para em SP

Sonia Racy

31 de maio de 2016 | 01h58

Enquanto São Paulo tropeça na concretização da PPP da Iluminação, Belo Horizonte passa na frente e deve ser a primeira capital do País a adotar o modelo de financiamento da iluminação pública.

O projeto, vencido pelo consórcio liderado pela Barbosa Mello, prevê a redução de mais de 50% no consumo de energia da cidade e substituição de 100% das luminárias em até cinco anos.

Luzes 2

Em terras paulista, Haddad fala da PPP da iluminação desde 2013. Ela quase conseguiu sair do papel, mas a Justiça estadual, no começo do mês, suspendeu a abertura de envelopes da licitação.