Luzes

Sonia Racy

28 de abril de 2015 | 01h11

Uma das tarefas da loooonga reunião entre Dilma e seus ministros, no sábado, foi definir um modelo de renovação de concessões na área de energia que ajude a aumentar a poupança interna sem prejudicar o investimento.

Sai de cena a modicidade tarifária para adotar-se a “realidade” tarifária?

Luzes 2

Discutiu-se também uma agenda para além do ajuste fiscal – que entrará em campo na medida em que a votação avançar no Congresso. Bem como uma saída para tornar sustentáveis os projetos necessários, especialmente na logística.

Mas portos e ferrovias ficam para mais tarde. Já se sabe que dificilmente existirão recursos para tanto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: