Luz e água no fim do túnel

Sonia Racy

13 de março de 2010 | 06h04

A Camargo Correia está vendo seu projeto bilionário de construir uma hidrelétrica e um sistema de transporte de água para o Oriente Médio andar. Para Fernando Botelho, que parte hoje para Tel-Aviv com a comitiva de Lula, “será experiência maior que Itaipu”.

A equação depende de acerto entre Jordânia, Israel e Autoridade Palestina para montar uma binacional.

“Assim, ela pode ser privada”, diz Botelho.