Luis Sobral, da APAA, mobiliza classe artística para comparecer à audiência pública de orçamento de SP

Sonia Racy

05 de setembro de 2017 | 00h45

Luis Sobral, da APAA – organização social que administra, entre outras instituições culturais, o Teatro Sergio Cardoso – está mobilizando representantes da classe artística a comparecerem à primeira audiência pública do orçamento de 2018 em São Paulo, no dia 13.

Pressão

Para Sobral, “é necessário que a classe se faça presente nessas discussões e não só lá na frente, quando tudo já está decidido”, explica. A ação é a continuidade do manifesto em favor da Cultura que Regina Duarte, Lucia Veríssimo e Ivam Cabral assinaram com outros 300 representantes do meio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: