Velloso explica a ‘Previdência, estilo Temer’

Sonia Racy

07 Maio 2017 | 00h45

Muita gente não está entendendo o foco central do governo Temer na questão da Previdência, adverte o economista Raul Velloso. “O que o presidente busca é uma opção não convencional para a crise fiscal.”

O que isso quer dizer? Que ao tomar posse “ele tinha pela frente a maior recessão da história” – mas não se impunham medidas radicais e urgentes. Então, a prioridade era equilibrar as contas.

Primeiro, equilibrar a receita,
e depois mudar a reforma

Daí a estratégia do Planalto – de focar primeiro na PEC do Teto e, agora, a Previdência – que é inadiável, mas admite negociações. “A ideia é avançar o quanto der agora, empatar o jogo da receita. E, mais alguns anos à frente, buscar uma reforma mais profunda”, diz Velloso.

Maio, o mês do Brazil
no Reino Unido

Um filme sobre Thiago Soares, o principal bailarino do Royal Ballet, e uma homenagem aos 100 anos do escritor Antonio Callado marcam o início, quarta-feira, em Londres, do Think Brazil.

São 22 eventos voltados para cultura, tecnologia e negócios– fruto de parceria entre o governo britânico e a Embaixada brasileira. A se realizarem no King’s College, na Oxford University e no Science Museum, entre outros.

Biblioteca do Villa-Lobos
bate nas 500 mil visitas

A Biblioteca Parque Villa-Lobos acaba de atingir a marca de 500 mil visitantes. Este número é comemorado por todos: funcionários, parceiros e o público que frequenta o espaço desde 2014.

Pagamentos digitais já
passam dos US$ 3,8 trilhões

Focada no universo digital, a Juniper Research britânica acaba de fazer as contas. Os pagamentos e transações por meios digitais no mundo inteiro bateram, no ano passado, os US$ 3,85 trilhões.