Longa, a jornada

Sonia Racy

14 de maio de 2010 | 08h07

O problema da Comunidade Europeia não vai se resolver da noite para o dia. O maior impasse, segundo o ex-BC Armínio Fraga, é que ante um problema de natureza fiscal (os gastos públicos) e de competitividade (a CE reúne países com a mesma paridade monetária mas de produtividade diferentes), estão aplicando remédio monetário e de crédito.

O que faz os países fragilizados “implodirem” em lugar de “explodirem”. Todos engessados pela regra do câmbio único e déficit fiscal tabelado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: