Linha dura

Sonia Racy

11 de setembro de 2012 | 01h04

A Prefeitura proibiu protesto contra o descaso com as bibliotecas públicas, da Educa São Paulo, programada para ontem no Viaduto do Chá. A Guarda Civil Metropolitana não deixou que oito mil livros fossem distribuídos – alegou que os manifestantes não tinham autorização para isso.

Linha 2

Devanir Amâncio, presidente da ONG, afirma que a entidade é perseguida por fiscalizar a Prefeitura. E que, nem se pedisse autorização com antecedência, o prefeito concederia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.