Linha CSI

Sonia Racy

03 de fevereiro de 2012 | 23h08

Segue enrolado o caso Gil Rugai, acusado de matar pai e madrasta em 2004. O Instituto de Criminalística informou não ter como responder à defesa no prazo de 15 dias, pois a perita está doente. Os advogados de Rugai buscam explicações para possível erro na comparação do sangue do acusado com o encontrado no local do crime.

O impasse pode adiar, mais uma vez, o julgamento – que está marcado para março.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: