Lili Carneiro confessa sua ‘paixão pelo papel’

Lili Carneiro confessa sua ‘paixão pelo papel’

Sonia Racy

24 Junho 2018 | 00h30


FOTO PAULA ZORZI

Lili Carneiro não se abate por desafios quantitativos. Depois de passar por três faculdades e três filhos, a empresária assumiu sozinha, desde o começo do ano, a editora Carbono. Com a saída de seu sócio, Luciano Ribeiro, é dela a responsabilidade de tocar títulos como a revista Carbono Uomo, o jornal Corriere Fasano e a revista da Breton.

Para Lili, o futuro do conteúdo impresso depende de um investimento no digital. “Minha grande paixão é o papel. Mas tenho consciência de que, hoje, o impresso por si só não se sustenta. Por isso, montei uma grande estrutura na Carbono – que inclui eventos, sites, influencers e redes sociais fortes”, explica.