Levantamento de gestões passadas da Caixa aponta perda de R$ 24,4 bilhões

Sonia Racy

25 de agosto de 2021 | 00h55

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Passou despercebido na semana passada – entre os 42 slides da Caixa acompanhando a apresentação de resultados do segundo semestre – o de número 7.

Nele, o banco explica que, além da retirada das ressalvas referentes a gestões passadas (2009-2015), “cerca de 25 investimentos resultaram em perdas bilionárias, tanto em Carteira Administrada FGTS quanto no FI-FGTS”.

No quadro, a soma da perda econômica chega a…R$ 24,4 bilhões. Seria, segundo números do slide, a diferença entre o valor dos investimentos feitos e atualizados (R$ 32 bilhões) e o valor atual dos ativos (R$7,6 bilhões).

Esses dados fazem parte de pedido feito aos auditores para que calculassem as perdas de gestões anteriores a de Pedro Guimarães.

 Outros tempos  

 Nas últimas semanas, Andrea Matarazzo e Geraldo Alckmin voltaram a trocar ideias.  

Tempos 2 

 Em clima de prévias, Bruno Araujo, presidente do PSDB, oferece almoço sábado, em Recife, para João Doria.  

 Tempos 3 

 Cresce a fila no PSDB de candidatos a vice de Rodrigo Garcia na disputa pelo governo em 2022. O sonho de consumo do partido é lançar uma chapa pura, com um vice  tucano. Marco Vinholi, Orlando Morando e Duarte Nogueira são apontados como  nomes para o cargo. 

Tela Quente

Depois de anunciar que Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática vai virar filme pela Netflix, o livro de Thalita Rebouças voltou para a lista de mais vendidos. Publicado pela Arqueiro em 2016, a história gira em torno de Tetê, uma garota que sofre bullying na escola, não se entende bem com os pais e quase não tem amigos. A adaptação para o streaming tem estreia prevista para o dia 22 de setembro. 

 Pela cidade 

 Em comemoração à sua 10ª edição, a Mostra 3M de Arte promove, até o dia 30 de outubro, a circulação de obras participantes de sua última edição em parques  e estações de metrô de SP. A obra Objeto Horizonte chega à estação Sé amanhã. O trabalho se assemelha à uma grande esfera onde pessoas podem deixar gravadas mensagens de como seria a cidade de seus…desejos.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.