Letras garrafais

Redação

21 de abril de 2009 | 06h00

Acabar com penduricalhos pouco transparentes e pagar salários realistas e maiores, como se faz nos EUA, seria uma solução?

“Se alguém me garantisse uma manchete de jornal dizendo ‘Congresso aumenta salários mas reduz os gastos totais‘, eu faria”, diz Temer, enquanto se cozinha na Câmara um aumento salarial de R$ 16 mil para R$ 24 mil – e sem mais verbas – para os 513 deputados.

Temer, sem trocadilhos, tem o que temer.

Veja também:
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte