Leitura dinâmica

Direto da Fonte

06 de dezembro de 2012 | 01h06

A Comissão do Senado que aprovou Paulo Vieira para a ANA, em 2010, “interpretou de forma equivocada” o currículo do moço. No rol de suas habilidades lidas e documentadas, parlamentares disseram que Vieira era “formado em Comunicação Social na USP”. E até enviaram cartas para ministros, ressaltando a qualidade.

Na verdade, ele iniciou curso de Latim, trocou para Turismo, pulou para Publicidade e abandonou a universidade… sem se formar em nada.

Dinâmica 2

Indagado, Vieira mandou dizer que quem leu entendeu errado, pois, em seu currículo, escreveu apenas que “cursou a graduação em Comunicação Social na ECA/USP (2007)”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.