Uma CPI para a guerra dos caças

Redação

11 de setembro de 2009 | 13h02

Em meio ao “comprou, não comprou” entre Planalto, Defesa e FAB a respeito dos aviões Rafale, da França, Marcelo Itagiba decidiu: vai colher assinaturas, na Câmara, para a criação de uma CPI dos Equipamentos Bélicos.

A falta de transparência no episódio, diz o delegado, é espantosa. “Como pode um ministro da Defesa desautorizar em público o presidente? E como pode o governo anunciar um vencedor quando a questão nem foi ainda analisada?”

Teste, semana que vem, para a base do PMDB?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.