Trick ou treat?

Redação

11 de setembro de 2009 | 13h01

Pelo que se apurou pela indústria de aviação, há pouca chance de o processo de compra dos aviões franceses ser revertido. O Itamaraty não confia plenamente na intenção de transferência de tecnologia prometida pelos americanos.

Mesmo porque a Rafale Internacional promete uma transferência “ilimitada”, enquanto a Boeing prefere usar palavra algo vaga: transferência “necessária”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.