Sem alambrado

Redação

05 de dezembro de 2009 | 08h22

José Maurício Machline suava ontem na organização da segurança do Prêmio CBF, segunda, no Vivo Rio.

Teme por invasão de flamenguistas, visto que o evento acontece um dia depois da final do Brasileirão. Com enorme chance do Flamengo sagrar-se campeão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.