Salve a concorrência

Redação

08 de outubro de 2009 | 07h32

Benvinda, a concorrência. José Gomes Temporão conseguiu economizar nada menos que R$ 45,1 milhões na compra de quase 42 mil comprimidos para atender a 23 mil pacientes que sofrem de insuficiência renal e precisam de hemodiálise.

É a primeira vez que o Ministério da Saúde faz esse tipo de compra. Antes ela cabia aos Estados e os comprimidos saíam em média por R$2,85 cada, dos quais o ministério pagava R$1,95. A diferença vinha dos cofres estaduais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: