Meio ambiente na planilha de custo

Redação

03 de setembro de 2009 | 08h33

O empresariado brasileiro decidiu levar ao encontro sobre clima de Copenhague, em dezembro, opinião própria sobre aquecimento global. Um “position paper” está sendo preparado pela Fiesp, em colaboração com a CNI, a partir de análises setoriais das 200 páginas do documento-base da ONU.

Para isso, o conselheiro Marco Antonio Fujihara comanda há dois meses um grupo de áreas como agronegócio, energia e relações internacionais. Buscam o que ele chama de “massa crítica sobre o que pensam os empresários”. No controle de tudo, João Sabino Ometto.

A missão incluiu pesquisa com 1.200 empresas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.