Festa adiada

Redação

05 de novembro de 2009 | 07h24

Fritz Henderson, da GM, não vem mais ao Brasil no dia 9. O cancelamento da venda da Opel o obrigou a viajar para a Europa e adiar encontro com Lula e também com Yeda Crusius.

O que levou José Carlos Pinheiro Neto, da GM brasileira, a constatar: “Dá mais trabalho cancelar uma festa do que montá-la.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: