Campo neutro no jogo da paz

Redação

11 de agosto de 2009 | 07h26

Nem Palestina, nem Israel. Lula pediu à CBF que o jogo da paz seja realizado em campo neutro. E, a depender da vontade do presidente, não será entre Corinthians e Flamengo, dia 17 de setembro, e sim entre a Seleção Brasileira e um combinado de jogadores israelenses e palestinos.

A ideia discutida com Ricardo Teixeira, sexta – no mesmo encontro em que se falou de mudança no calendário do Brasileirão – exigirá uma megaoperação a quatro mãos.

Lula se dispôs a falar diretamente com Silvio Berlusconi e Luis Zapatero para que ajudem na liberação de jogadores brasileiros que atuam na Espanha e na Itália. E Teixeira, de outro lado, ficou com a missão de convencer Joseph Blatter – quando este desembarcar por aqui, em setembro – a incluir a partida no calendário oficial da Fifa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.