Anac aperta os cintos

Redação

15 de outubro de 2009 | 07h37

As regras que definem as obrigações das companhias aéreas em casos de atrasos, cancelamentos e overbookings devem ficar mais rígidas.

Solange Vieira, da Anac, está nos finalmentes de uma revisão da portaria que trata do assunto. Para a agência, as regras atuais estão ultrapassadas.

A ideia é que, nas férias de dezembro, as empresas já tenham que reduzir de 4 horas para uma o prazo para início do atendimento aos prejudicados pelos atrasos.

Leia-se: comunicação acessível, hotel e alimentação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: