‘Lava Jato espanhola’ seguiu mesmos caminhos daqui

Sonia Racy

03 Junho 2018 | 00h58


MARIANO RAJOY. FOTO BLOOMBERG

Para quem já se cansou de acompanhar, há nove anos, o combate da Lava Jato contra a corrupção no Brasil, aqui vai uma comparação curiosa. A operação equivalente na Espanha, o “Caso Gürtell” – que dinamitou o partido no governo –o PP — e levou à queda do presidente do Conselho, Mariano Rajoy –, também começou em 2009.

Como aqui, teve propinas, caixa 2, tesoureiro preso, dinheiro escondido na Suíça trazido de volta ao país, delações anuladas, corte suprema atravessando decisões inferiores, multas milionárias e prisões de altos políticos.

Uma diferença significativa: lá foi tudo obra de um partido só.