Lava Jato esquenta o protesto do dia 13

Sonia Racy

06 de março de 2016 | 00h38

Rogério Chequer, do Vem Pra Rua, e Kim Kataguiri, do Movimento Brasil Livre, já fazem cálculos mais ambiciosos para a manifestação na Avenida Paulista, domingo que vem, contra Dilma.

No embalo dos episódios Delcídio e Lula, o líder do MBL compara: “Nosso plano até agora era repetir o 12 de abril do ano passado. Agora, é repetir o 15 de março, que foi a maior manifestação de todas”.

Palavra de ordem? “O  governo acabou”.

Lava Jato anima 2

O ânimo de Chequer é semelhante. “Muita gente que antes hesitava em apoiar o impeachment agora procura o VPR e diz que o acha indispensável”, diz ele.

No dia 15 de  março de 2015, o grupo distribuiu 940 mil convites pelo Facebook em todo o País. “E agora estamos mandando pra frente 2 milhões”.

Ele acrescenta: “Tenho informação de muita gente que diz ter ficado ofendida ao ouvir Lula falando na TV, depois de seu depoimento à PF e ao MP em Congonhas”.

 

Tendências: