Lançamento de manifesto é adiado por conta da greve

Sonia Racy

30 Maio 2018 | 00h30

O lançamento do manifesto “por um polo democrático e reformista”, organizado por Aloysio Nunes, Marcus Pestana e Cristovam Buarque – e assinado por FHC – foi adiado devido à greve. O movimento se contrapõe ao bloco que Rodrigo Maia tenta formar para isolar Alckmin.